Já faz algum tempo que os vinis voltaram a ser destaque. E agora, os bolachões provaram que estão definitivamente na moda mais uma vez. De acordo com uma pesquisa realizada pela Recording Industry Association Of America (RIAA), as vendas de vinil no primeiro semestre de 2015 renderam mais do que o lucro obtido pelo YouTube, a versão gratuita do Spotify e VEVO juntos.

Ao todo, os vinis obtiveram US$ 222 milhões em vendas de discos, enquanto o YouTube, a versão gratuita do Spotify e a VEVO arrecadaram US$ 163 milhões. A RIAA ainda informou que entre janeiro e março as vendas de LPs nos Estados Unidos foram 53% maiores do que no mesmo período do ano passado. Em comparação ao ano de 2014, os lançamentos no formato também tiveram um bom desempenho, com aumento de 37% no primeiro trimestre.

Mas esse crescimento não parou por aí. Desde 2009, as vendas de vinil tiveram um aumento de 260%. As vendas unitárias também cresceram, subindo para 9,2 milhões em 2014 – em 2013, a arrecadação foi de 6,1 milhões. Para dar conta de todos esses números, a RIAA também revelou que, nos últimos anos, diversas fábricas de vinil surgiram nos Estados Unidos.