O CD duplo é o 45º trabalho do grupo e foi produzido por Amaro Peres. Algumas músicas são assinadas por grandes compositores gaúchos, mas também muitas são de autoria de seus próprios integrantes. Mestre Gildinho, diretor e fundador do conjunto, considera este o melhor trabalho da carreira do grupo Os Monarcas. O novo álbum já está à venda nas principais lojas do ramo e também pela internet, através do site da gravadora Acit.

 

OS MONARCAS

O conjunto Os Monarcas foi criado oficialmente em 1972, na cidade de Erechim (RS). Desde então, grandes músicos passaram a fazer parte do grupo e continuam até hoje na família Os Monarcas.

O autêntico estilo da música tradicionalista gaúcha, que surgiu logo na formação musical do fundador Gildinho (Nésio Alves Corrêa), por influência do grupo Os Bertussi, é o grande pilar deste conjunto. A música fandangueira, de ritmo animado, marcante e dançante faz com que as canções lançadas sejam próprias, especiais e de sucesso garantido.

 

46 ANOS DE CARREIRA

Os Monarcas são um dos poucos conjuntos que preservam a autenticidade da música tradicionalista gaúcha e também de maior longevidade. O grupo, em 46 anos de carreira, conquistou importantes prêmios, como a Medalha do Mérito Farroupilha oferecida, em fevereiro de 2012, pela Assembleia Legislativa, e que significa para o líder d´Os Monarcas, Gildinho, a maior distinção que um gaúcho pode receber.

Além disso, o grupo foi agraciado com cinco discos de ouro e um DVD de ouro; e gravou 36 trabalhos. No entanto, a maior conquista tem sido manter a formação com um grupo sólido e talentoso, com artistas implacáveis. A cada etapa da carreira, a família Os Monarcas aumenta o número dos integrantes e mostra porque está entre os maiores grupos de música tradicionalista gaúcha.

Entre os principais sucessos deste grupo estão as músicas “Bugio do Fole Solto”, “Cheiro de Galpão”, “De chão batido”, “Erechim, história e canto”, “Não encosta a barriguinha”, “O Brasil de Bombacha”, “O Vento”, “Santuário de Xucros”, “Sistema Antigo”, “Sonhando na Vaneira” e “Vaneira Grossa”. Sucessos de acompanham os artistas pelos fandangos Brasil a fora.